Home » » RELATOS DE MARIDOS CORNOS: LEVEI MINHA ESPOSA NO MASSAGISTA

RELATOS DE MARIDOS CORNOS: LEVEI MINHA ESPOSA NO MASSAGISTA

Sou casado ha mais de 10 anos, 39 anos, sem filhos por opção. Minha esposa tem 36 anos, é morena de sol com 1,65m, uns 53 quilos, cab pretos lisos pelos ombros, seios médios/grandes com mamilos pequenos e marrons.
Sempre me excitei muito em ver minha esposa sendo desejada por outros. Ela tem uns pés e uns seios maravilhosos.
Ela chama muito a atenção, principalmente por usar roupas que realcem a beleza e sensualidade de seus seios.
Minha fantasia, de muitos anos, era ve-la com outro homem. Porém, ela é muito travada e não curte nada mais que o "feijão com arroz". E é sem conversa.
Várias conversas e propostas rolaram, e nunca dava nada. ATé o dia que falei para ela de uma tal de massagem indiana, em que se fica com o/a massagista, o acompanhante pode ficar junto, que relaxa, etc, etc, etc.
E, para minha surpresa, ela topou. Vi que essa idéia mexeu com ela, e que esse seria uma boa porta de entrada.
Marcada a tarde da massagem, saímos para almoçar uma refeição leve, e aproveitamos para tomar uma garrafa de vinho, já com o intuito de deixa-la mais leve.
Fomos até o local...bem organizado, limpo, muito bem atendido. A atendente nos mostrou o book das/dos massagistas disponíveis.... eu e ela ficamos sozinhos, escolhendo....
Vi que ela ficou indecisa por uma menina, mas fixava o olhar num cara moreno que tb estava disponível no book. Falei para ela escolher sem medo e, para minha satisfação, ela escolheu o cara (se eu não me importasse..). Eu disse que por mim tudo bem.
Ela tomou um banho, ficou enrolada em uma toalha, e eu fiquei sem sapatos sentado ao canto da sala de atendimento.
A sala era iluminada por velas, som de relaxamento, com colchonetes no chão, e os potes de óleo espalhados ao redor do colchonete.
Minha esposa entrou, cumprimentou o massagista (Paulo) e ele orientou ela a deitar-se, barriga para cima, e ele sentou aos pés dela.
A partir daí foi a cena mais gostosa que vi em minha vida. Um cara com corpo definido, só de sunga branca, fazendo massagem em minha esposa, nua, coberta de oleo, na minha frente. Ele me orientou a ficar em um puff, no canto da sala, observando.
As mãos dele percorriam as pernas, a barriga, os joelhos, ombros, porém ele se dedicava mais aos seios e a virilha.
Ele colocou-se ao lado dela, continuando a massagem, de frente para mim. E pude ver que a mão dela estava a poucos centímetros da sunga dele, que já estava crescendo.... ele massageava e olhava para mim...ela de olhos fechados...
Até que ele começou a massagear os braços, chegando na mão dela, nos dedos, e nesse momento, ele massageando-a olhou para mim, e para a sunga dele, como se pedisse autorização: eu fiz que sim com a cabeça, e ele descansou a mão dela sobre o volume da sunga.
No começo ela não fez nenhum movimento, até que começou a apertar a sunga, em movimentos leves, e ainda de olhos fechados.
Continuando a massagem, ele tirou a sunga e aproximou seu membro da boca de minha esposa. Ela me olhou, se virou para o lado dele, e pela primeira vez em minha vida pude assistir minha esposa fazendo oral em um outro homem.
Os suspiros se intensificaram, até que ele tirou de baixo do colchonete uma embalagem de preservativo. Olhou para mim e para ela... ela ficou com uma carinha de "não sei o que fazer"... eu olhei para ela e perguntei: está gostando? está confortável? ela só balançava a cabeça dizendo que sim.
Eu olhei para ele e fisse: vá em frente.
A cena de minha esposa colocando o preservativo nele, abrindo as pernas, e eu podendo assistir o Paulo penetra-la por diversas vezes até ambos chegarem ao orgasmo, ainda não sai de minha cabeça.
A imagem dela com as pernas abertas, corpo coberto de óleo, recebendo um pau que não era o meu dentro dela, com ela fechando os olhos, alternando com mordidas nos seus próprios lábios, e com olhadas de medo/pedido de aprovação em minha direção, me deixam louco de tesão ainda hoje.
Por fim, ao gozarem, ela gemeu como ha muito tempo nao gemia comigo.
Relaxaram,,,,,ele sai para se higienizar, e ela ficou deitada...olhos fechados...calada...
Ele voltou... fez mais uns 15 minutos de massagem e se despediu de ambos, sugerindo que retornássemos.
Até hoje não tocamos no assunto...sem cobranças....sem pedidos de explicações... tenho certeza que, para ambos, foi um momento único e que não sai mais de nossa cabeça.
Até a próxima

 
Support : Copyright © 2015. Fotos Reaisdees Posas - All Rights Reserved